Após chuva, saiba a situação da Barragem de Jucazinho

Desde o sábado (20) chove na região com poucos intervalos sem precipitações. Segundo dados fornecidos pelo Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), o município que mais choveu no Agreste Setentrional entre o sábado (20) e domingo (21), foi Toritama, com 75 mm acumulados nos dois dias.

As chuvas nesta cidade e nos municípios de Riacho das Almas, Frei Miguelinho e Santa Cruz do Capibaribe contribuem diretamente para elevação no nível da Barragem de Jucazinho. Em Riacho das Almas foram registrados 42 mm, Frei Miguelinho 32,2 mm e Santa Cruz do Capibaribe, 34,7 mm, no entanto, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou nesta segunda-feira (22), que o reservatório não sofreu alteração, permanecendo com cerca de 2% da capacidade, até a publicação desta matéria.

“As chuvas são fracas e não geram correnteza no Capibaribe. Além do mais, no leito do rio existem pequenas barragens feitas por moradores das localidades ribeirinhas, que precisam encher primeiro, para que a água possa escorrer até Jucazinho” explica o gerente regional da companhia no Alto Capibaribe, Bruno Adelino.
Tags

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.