Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Governador autoriza convocação de 511 novos policiais civis

24/07/2019

/ Por Caruaru 24 horas
O governador Paulo Câmara assinou, nesta quarta-feira (24/07), a convocação  da segunda turma de aprovados em concurso. Em agosto, os candidatos iniciam o curso de formação, que durará quatro meses e meio. A previsão é que, já no início de 2020, eles estejam reforçando as equipes das delegacias em todo o Estado_

O governador Paulo Câmara autorizou nesta quarta-feira (24/07), ao lado do secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, e do chefe da Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), Joselito Kehrle do Amaral, a convocação da segunda turma de aprovados no concurso para agente da PCPE. São 511 candidatos que começam, em agosto, o Curso de Formação Profissional de Agentes de Polícia Civil, ministrado no Campus de Ensino Recife da  Academia Integrada de Defesa Social (Acides-SDS), no bairro da Boa Vista. Os aprovados nessa última etapa do processo seletivo, que encerra o cadastro de reserva dos agentes, estarão aptos a tomar posse no início de 2020 e reforçar o efetivo nas delegacias de todo o Estado.

Após a assinatura da convocação, o secretário e o chefe da PCPE receberam uma comissão de aprovados e parabenizaram os futuros policiais. Em 2018, o governador já havia convocado 850 classificados do mesmo concurso (aberto em 2016), dos quais 620 eram agentes. Essa chamada já superava o número de vagas estipuladas pelo edital, que era de 500. Agora, com a segunda turma, serão 1.131 os novos agentes, mais que o dobro do previsto no lançamento do concurso público.

"Em um cenário de crise fiscal e econômica, o governador Paulo Câmara, atendendo ao pleito da sociedade, mantém a priorização da segurança pública na ordem dos investimentos. Este ano, já convocamos 500 aprovados no concurso da Polícia Militar e agora reforçaremos as investigações. A Polícia Civil já tem hoje uma taxa de resolução de inquéritos de homicídios oito vezes acima da média nacional, mas é preciso avançar e atacar, com maior musculatura, quadrilhas e grupos que atuam nas diversas modalidades criminosas, a exemplo dos crimes violentos patrimoniais, extermínio, crime organizado e corrupção. Além de ampliarmos a longa sequência de redução da violência em Pernambuco, objetivamos trazer mais tranquilidade, resposta rápida, serviços próximos, com maior qualidade e ainda reduzir a impunidade", destaca o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua. Entre os resultados alcançados, destaca-se a prisão de mais de 2.400 acusados de homicídio somente em 2018, um aumento de 20% em relação a 2017.

Os 511 convocados para a PCPE em 2019 já passaram por diversas etapas até chegar ao curso de formação, tendo sido aprovados em prova de conhecimentos, teste físico, teste psicotécnico e exames de saúde. Faltam, para a nomeação e a posse, a formação e a investigação social. Enquanto frequentarem as aulas na academia, receberão uma bolsa-formação de R$ 1.100.

Durante quatro meses e meio, os futuros agentes terão aulas em áreas como Investigação Policial; Inteligência de Polícia Judiciária; Abordagem Policial; Armamento, Munição e Tiro; Direitos Humanos; Criminalística; Prática Policial; e Gerenciamento de Crises e Desastres. 

"Preparamos a academia e estamos fazendo reuniões pedagógicas com todo o corpo de instrutores, para oferecer uma formação de qualidade aos alunos. Será uma turma bastante operacional, com treinamento focado nas investigações e nas ações de polícia judiciária. Prestarão, a partir de 2020, um grande serviço aos pernambucanos", diz o diretor do Campus Recife da Acides-SDS, Salustiano Albuquerque, também delegado da PCPE.

Representante dos aprovados na comissão, Raabe de Souza, 27 anos, agradeceu ao governador, ressaltando que os novos policiais estarão dedicados a contribuir com um Pernambuco mais seguro. "Estamos muito felizes, pois nos desdobramos para chegar até aqui. Já nos sentimos pertencentes à Polícia e agora estamos preparados para a Academia, para passar essa etapa com louvor e servir à sociedade com afinco", afirmou.

MAIS DE 7.500 CONVOCAÇÕES DESDE 2015 - Desde o início do governo Paulo Câmara, há quatro anos, ampliou-se o número de profissionais em todas as forças de segurança pública de Pernambuco. Foram 5.500 nomeações para a Polícia Militar desde 2015, além de 1.500 novos servidores para as Polícias Civil e Científica e o Corpo de Bombeiros. Com os 511 convocados nesta quarta-feira, esse total sobe para 7.511.

O aumento do quadro de pessoal e dos investimentos propiciou à PCPE, desde 2018, a  implantação de nove Delegacias de Repressão ao Narcotráfico, do complexo com seis delegacias em Caruaru, uma Delegacia da Mulher em Afogados da Ingazeira e ainda a criação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco).

Nenhum comentário

Últimas Notícias
© Todos os Direitos Reservados