Secretaria de Saúde de Toritama reforça ações na prevenção do Sarampo; Nenhum caso foi confirmado

O coordenador do Programa Nacional de Imunizações (PNI) da Secretaria de Saúde de Toritama, Enoque Golveia, falou sobre as ações do município na prevenção do sarampo, durante entrevista na rádio comunitária da cidade. 

Enoque explicou que até o momento Toritama não registra nenhum caso confirmado do sarampo. Apenas dois são suspeitos e estão sendo diagnosticados. 

As pessoas que já tomaram a vacina tríplice viral (contra o sarampo, caxumba e rubéola) estão imunizadas. 

”A prioridade neste momento é vacinar as crianças de 06 meses até 01 ano e três meses de idade, porque nesta faixa etária elas estão com a imunidade baixa, o que pode ser um risco”, explica ele. 

De acordo com o Coordenador do PNI do município, os pais devem levar as crianças nesta faixa etária, para receber a dose de vacinação no PNI, Policlínica, Postos de Saúde de Toritama. Ele garantiu que a Prefeitura vem trabalhando para evitar os casos, e o Sistema de Saúde do município está de prontidão para qualquer situação de emergência. O estoque de vacinação foi reforçado pela IV Gerência Regional de Saúde (GERES), na Policlínica e pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Toritama. 

Uma campanha do dia “D” de atualização dos cartões de vacina das crianças, está sendo preparada pela Secretaria de Saúde do município. A entrevista aconteceu na quarta-feira (04/09).

*ORIENTAÇÃO DA SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PE (SES-PE)*

Todo paciente que apresentar febre e exantema maculopapular morbiliforme de direção cefalocaudal (manchas avermelhadas que começam na cabeça e vão descendo para o restante do corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e situação vacinal; ou todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou para local com circulação viral no Brasil ou no mundo. 

A notificação de caso suspeito de sarampo é obrigatória. Apresentando essa sintomatologia, é importante ir ao posto de saúde mais próximo para receber a devida assistência.

IMUNIZAÇÃO: A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e está disponível de rotina nas salas de vacina dos municípios. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) ressalta a importância de finalizar o esquema vacinal para evitar casos da doença. A imunização com a tríplice deve seguir o seguinte esquema:

-  Crianças entre 6 meses e 11 meses devem tomar uma dose da tríplice viral. Importante ressaltar que essas crianças precisarão seguir o esquema normal de imunização a partir dos 12 meses.   

- Indivíduos de 1 ano a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral;

- Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral;

- Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

      Da - redação do Caruaru 24h. 

Nenhum comentário: