Responsive Ad Slot

Últimas Notícias

latest

Redação (81) 99931-1224

Redação (81) 99931-1224

A verba do Fundão eleitoral como forma de investimentos na saúde pública no combate à essa PANDEMIA.

13/04/2020

/ Por Caruaru 24 horas
O Brasil atravessa uma grande crise na saúde pública com essa PANDEMIA, que no momento que conseguirmos controlar a situação, outros problemas serão agravados, tais como, recessão econômica causando desempregos, empresas falidas, falta de verbas para investimentos básicos fazendo cair todos os índices de desenvolvimento do país.

Apesar dos esforços do governo, um grande questionamento é feito todos os dias. Porque a Câmara dos deputados e o Senado Federal não abrem mão desse valor para ajudar no combate à pandemia? Vamos entender o que é o Fundão eleitoral: o Fundão eleitoral cujo nome oficial é FUNDO ESPECIAL DE FINANCIAMENTO DE CAMPANHA (FEFC), foi criado em 2017 a partir da lei 13.487, que prever 1,86 bilhões para serem gastos nas campanhas eleitorais.

Desses valores, 2% do valor é divido entre os partidos com registro no TSE. 35% é dividido entre os partidos que tenham pelo menos um representante na Câmara dos deputados. 48% é divido entre os partidos na proporção de suas bancadas na Câmara e 15% é dividido entre os partidos na proporção de suas bancadas no senado Federal.

Enfim, são quase 2 bilhões de reais para serem gastos basicamente com material de campanha (santinhos, comitês, pessoas para trabalharem durante a campanha), quando na verdade temos esse valor que deveria ser investido na saúde.

O povo brasileiro tá sofrendo e 99% dos políticos nada fazem, quando deveriam na verdade estarem na linha de frente cuidando do povo, as campanhas deveriam ser feitas olho no olho no dia a dia durante o período de campanha, a Câmara dos deputados e no senado Federal deveriam entender que a saúde do povo brasileiro é mais importante que a campanha política.


Coluna do Cabo Cardoso Polícial Militar 4° Batalhão. 

Nenhum comentário

Últimas Notícias
© Todos os Direitos Reservados