Paulo Câmara tenta desmoraliza a PMPE ao exonerar o Comandante Vanildo Maranhão

Coluna do Diego Lagedo: O governador Paulo Câmara (PSB) exonerou o comandante da Polícia Militar de Pernambuco, Vanildo Maranhão e o Coronel José Roberto Santana assumirá em seu lugar. A troca no comando da PM se deve ao confronto entre a Polícia e os manifestantes de esquerda no último sábado (29).



Até o momento, paira o mistério sobre quem determinou a dispersão do protesto contra Bolsonaro em Pernambuco. Sabe-se que o Comandante Maranhão e o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, acompanharam todo o ato. Porém, não foi revelado que deu a ordem.


A manifestação da esquerda contra Bolsonaro descumpriu o decreto estadual que proíbe a realização de aglomerações e eventos no estado. Além disso, também foi contrária a uma recomendação do Ministério Público de Pernambuco para que não fosse realizada durante a quarentena.


Como não poderia ser diferente, toda a mídia deu ganho de causa aos manifestantes no confronto com a PM. Apenas os veículos independentes publicaram as fotos de Manifestantes jogando tijolos no Batalhão de Choque e divulgaram vozes que se levantaram para apontar a carteirada da vereadora Liana Cirne (PT) como abuso de autoridade.


O governador esquerdista não aguentou a pressão da mídia. Paulo Câmara decidiu que a corporação será o seu bode espiatório e puniu o seu comandante, ato que pode encorajar futuros desacatos à PM e passa o sentimento de impunidade para os arruaceiros.



Paulo Câmara se abraçou com sua esquerda amestrada, chateada e ferida no coração, e busca uma reconciliação às custas da desmoralização da Polícia Militar de Pernambuco.


Antonio Coelho: O deputado Antonio Coelho (DEM) afirmou que o Governo Paulo Câmara procura jogar a culpa na PM por conta do confronto com os manifestantes contrários a Bolsonaro: “Ao fazer prejulgamento, o governador coloca em xeque toda e qualquer operação isenta e efetiva para investigar a origem e a real motivação que levaram os policiais a irem de encontro aos manifestantes. Sua postura poderá limitar a atuação da Polícia Civil e da Corregedoria Militar”, disse Antonio.


Feitosa: O deputado Alberto Feitosa (PSC) criticou o governador Paulo Câmara por receber a vereadora Liana Cirne no Palácio antes mesmo de ouvir o comandante da PM. Feitosa disse que os PMs estavam cumprindo o decreto estadual que proíbe manifestações e que a vereadora Liana Cirne deu carteirada para desacatar policiais em serviço.


Jaboatão: O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PL), recebeu a visita da prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), e do ex-prefeito Luciano Duque (PT). No encontro, Anderson levou os convidados para conhecer o novo Complexo Administrativo de Jaboatão, que tem se mostrado referência para outros municípios.


CPI: A ministra Rosa Weber pediu manifestação da CPI da Pandemia no Senado sobre uma ação de vários governadores que tentam derrubar a convocação para depor na Comissão. A probabilidade de o STF impedir a convocação dos governadores e tudo acabar em pizza é considerável.


Governo Federal: Os ministros Tarcísio de Freitas e Paulo Guedes se mostraram otimistas com o crescimento do PIB brasileiro. Segundo Guedes, o PIB pode crescer até 5% este ano. Para a retomada da economia, o Governo aposta na vacinação da população e Bolsonaro assinou um contrato para a produção de 100% dos insumos da vacina AstraZeneca no Brasil.


Diego Lagedo é historiador e especialista em Gestão Pública. A sua coluna aborda temas políticos e é publicada de segunda a sábado. Excepcionalmente neste domingo.


Foto: divulgação/SDS

Do: Pernambucano em Pauta




 

Postar um comentário

0 Comentários