Jorge Quintino pede assessibilidade ao SAPL e nas transmissões da Câmara de Vereadores de Caruaru

A acessibilidade e a inclusão são temas que andam sendo debatidos constantemente em nosso país


Durante a Sessão Ordinária Virtual desta terça-feira (31), o vereador Jorge Quintino, em seu pronunciamento, falou que é fundamental entender os problemas enfrentados diariamente por pessoas com deficiência e com base nisso, criar meios para que sejam solucionados, devendo ser uma prioridade política, educacional e corporativa e que dentro Câmara de Vereadores, não pode diferente.


"Quero sugerir na data de hoje, à presidência da Casa, que possa envidar todos os esforços para que o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo – SAPL da Casa do Povo, possa contar com recursos de acessibilidade em Libras e Braille, como outras Câmaras do Brasil já o fazem. A ferramenta eliminará barreiras de comunicação e facilitará ao internauta que necessita desse tipo de tecnologia, o acesso às informações publicadas, podendo acompanhar na íntegra os trâmites e todo o processo legislativo", disse o parlamentar. 


Em Caruaru, de acordo com a Secretaria de Saúde, temos os seguintes dados: 


•818 deficientes auditivos;

•2.267 deficientes físicos;

•1.653 deficientes intelectuais;

•1.199 deficientes visuais;

•971 outras deficiências. 


Para o vereador Jorge, as transmissões das sessões de Plenário (via TV Câmara, YouTube e Facebook) também precisam fornecer tradução simultânea em Libras. 


"Garantir que nossa fala chegue a todos é uma atitude que, além de obrigatória, emana espírito público. Nada mais justo que a Câmara dê esse exemplo, promovendo cada vez mais transparência nos trabalhos da Casa Jornalista José Carlos Florêncio" finalizou Jorge Quintino.

 

Postar um comentário

0 Comentários