PEC do voto impresso é rejeitada na Câmara dos Deputados

Nesta terça-feira (10), a Câmara dos Deputados rejeitou a Proposta de Emenda à Constituição proposta pela deputada Bia Kicks (PSL), que estabelecia o Voto Impresso nas eleições do Brasil.


A proposta foi rejeitada por 229 votos a favor e 218 contrários. Eram necessários 308 votos para a aprovação. Como não atingiu o quórum qualificado de três quintos dos votos, o projeto será arquivado e dificilmente o tema voltará à discussão nessa legislatura.


A PEC do Voto Impresso previa que os votos digitais também fossem impressos e pudessem ser conferidos pelo eleitor e guardados automaticamente em uma urna lacrada, sem que o eleitor tivesse contato com o papel.


A PEC foi fortemente defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, enquanto sofreu uma forte oposição do TSE, do STF e da oposição ao Governo.

 

Postar um comentário

0 Comentários