Anderson Correia propõe Projeto Pet Friendly para fomento do turismo e da economia

Foto:Cortesia.

Tramita na Câmara Municipal de Caruaru o projeto de lei nº 9847 de 2024, de autoria do vereador Anderson Correia (PP), que institui o município de Caruaru como “Pet Friendly” – ou seja, que traz o conceito de mostrar que o estabelecimento que tem o selo pet friendly é bem-vindo, não somente para entrar, mas para ficar. A medida vai muito além de apenas aceitar um animal em determinados lugares, mas também traz uma visão de fomento da economia e do turismo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Booking.com, 46% dos viajantes brasileiros preferem optar por acomodações pet friendly na hora de escolher um destino de férias. Isso significa dizer que é um percentual bem acima da média global (31%). A tendência dos hotéis pet friendly é mundial, pois, para muitas pessoas, os animais são como um membro da família. De acordo com o site Movimento Econômico, o mercado pet gerou R$ 41,8 bilhões em 2022 e no ano seguinte mais de R$ 63 bilhões, conforme dados do Instituto Pet Brasil. E dentro desse âmbito está o movimento pet friendly, gerando novos negócios e atraindo um novo nicho em empreendimentos, que por consequência dão um plus no fomento da economia.

“A proposta tem o objetivo de tornar as empresas de Caruaru pet friendly, com o credenciamento de hotéis, pousadas, apartamentos para temporadas, shoppings, lojas, cafés, salões de beleza e barbearias, entre outros empreendimentos, que podem aumentar seus respectivos faturamentos, atraindo mais economia e turismo para nossa cidade. O turismo é um setor que pode ser impactado diretamente neste cenário. Hoje já temos cidades do Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Goiás, Amazonas e cidades como Salvador e Fortaleza. Então, precisamos trazer isso para Caruaru também e torná-la uma cidade mais atrativa para todos”, destaca Anderson.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com